468x60

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Cortina para vestir a casa

Casamento bem sucedido
A intensa claridade do apartamento levou a arquiteta Cris Vieira a investir na parceria de cortina e persiana para o ambiente de refeições. "O modelo de madeira dosa a luz e também serve de anteparo para proteger os tecidos e os móveis da sala", afirma Cris. Ambas as peças são brancas. "Optei pelo linho pré-encolhido na cortina porque pode ser lavado em casa", diz. Outro truque de manutenção da arquiteta é mandar confeccionar um saco de sarja largo para envolver a base da cortina em dias de faxina. "Desse modo, ela não encarde nem amassa, pois não precisa ser amarrada", garante. Com pregas americanas e barra de 20 cm dupla, a cortina de linho (Leslie) corre em trilho escondido no cortineiro. Confecção da Wall Decor. A persiana de madeira tem acionamento automatizado (Curtain Call). Tapete da Século e cadeiras da Montenapoleone.
 
 
Mármore e veludo
Com piso de mármore, a sala desta casa pedia materiais e revestimentos que deixassem o ambiente mais aconchegante. "Na hora de escolher o tecido das cortinas, pensei logo no veludo", afirma a proprietária, Helena Tourinho, que contratou o arquiteto baiano David Bastos para cuidar da decoração. A cor fendi da parede definiu o tom das peças, que pendem majestosamente no ambiente, formando pregas onduladas em um varão com sistema de trilho. "Elas acabam funcionando mais como xales, pois gosto de deixar a luminosidade natural entrar pelas janelas", revela Helena.
Padronagem masculina
Muito usado no vestuário masculino, o tecido príncipe-de-gales da cortina imprimiu uma atmosfera sofisticada ao quarto de um jovem empresário. "Formou uma parceria interessante com o modelo de pregas americanas, que é atemporal", diz a decoradora Adriana Penteado, responsável pelo ambiente. "O modelo também disfarça o volume do blecaute", avisa. Para melhorar a vedação da luz natural, Adriana mandou fazer um forro inteiriço, que se recolhe totalmente para uma das laterais. Forros divididos em dois panos podem deixar uma fresta no centro da janela. Preso no varão de metal pintado, o tecido da cortina (Cinerama) ganhou pregas americanas e argolas aparentes, com execução da Decorah. O abajur da Marché Art de Vie quebra a formalidade do espaço. Roupa de cama do Mundo do Enxoval, manta do Empório Beraldin e cabeceira da Brentwood.
Por casa.abril.com.br

Nenhum comentário :

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
AVISO IMPORTANTE!!!
Muitas fotos são retiradas da Internet, se você detém algum direito autoral sobre alguma foto ou material postado aqui, entre em contato comigo, eu o removerei ou colocarei os devidos créditos.
Obrigada!!!!